lucentis®

oftalmologia
retina
vitreo
macula
ApresentaçãoApresentacao.htmlApresentacao.htmlshapeimage_1_link_0
 
lucentis logo
Características e indicações


Lucentis® (ranibizumab) é um fragmento de anticorpo monoclonal que bloqueia um fator de crescimento denominado “VEGF-A” (fator de crescimento endotelial vascular A).


Lucentis® foi aprovado pelo FDA (órgão americano que regulamenta a liberação de medicações) para o tratamento de degeneração macular relacionada à idade (DMRI, forma exsudativa) e para o tratamento de oclusões venosas da retina (com edema macular).


A ANVISA (órgão brasileiro que regulamenta a liberação de medicações) já registrou o Lucentis® para o tratamento de DMRI exsudativa.


Tratamento de Degeneração Macular Exsudativa


Lucentis® foi testado em estudos clínicos controlados nos quais foram demonstradas sua segurança e eficácia no tratamento da DMRI exsudativa.


Os estudos clínicos MARINA, ANCHOR e PIER, com mais de 1.300 pacientes com DMRI exsudativa, demonstraram que o tratamento com Lucentis® consegue estabilizar a visão em 90 a 96% dos casos (comparado com 64% na terapia fotodinâmica com verteporfina) e consegue melhorar a visão em 34 a 40% dos casos (comparado com 6% na terapia fotodinâmica com verteporfina).


O tratamento preconizado inclui injeções mensais de Lucentis® durante um ano. Apesar de menos efetivos, esquemas alternativos com menos injeções de Lucentis® podem ser realizados e demonstraram-se melhores do que a evolução natural da doença.


Tratamento de Oclusões Venosas da Retina


Lucentis® foi testado em estudos clínicos controlados nos quais foram demonstradas sua segurança e eficácia no tratamento de edema macular decorrente de oclusão da veia central e oclusão de ramo venoso da retina.


Os estudos clínicos CRUISE e BRAVO, cada um com mais de 390 pacientes com edema de mácula devido a oclusões venosas da retina, demonstraram que o tratamento com Lucentis® consegue melhorar a visão de maneira significativa em 48 a 61% dos casos (comparado com 17 a 29% nos grupos tratados com placebo).


O tratamento preconizado inclui injeções mensais de Lucentis® por  6 meses.


Tratamento de Outras Doenças da Retina


O uso de Lucentis® em outras doenças, além da DMRI exsudativa e oclusões venosas da retina, é denominado “off-label” nos EUA.


Oftalmologistas têm utilizado Lucentis® “off-label” para o tratamento de outras doenças oculares caracterizadas por:

-membrana neovascular sub-retiniana (vasos sanguíneos anormais que crescem sob a retina),

-neovascularização intra-ocular (vasos sanguíneos anormais que crescem sobre a retina, disco óptico, íris, ângulo da câmara anterior) e

-edema macular (inchaço da área central da retina, a mácula).


Além disso, o tratamento de doenças oculares com Lucentis® “off-label” tem mostrado resultados benéficos, com potencial para diminuir a perda visual e, algumas vezes, até mesmo melhorar a visão dos pacientes dependendo do tipo de doença, gravidade e duração dos sintomas.


Administração do medicamento


O procedimento deve ser feito em hospital, centro cirúrgico ambulatorial ou clínica oftalmológica especializada por médico especialista.


Após anestesia local e medidas de assepsia e anti-sepsia, o medicamento é injetado dentro do olho, no humor vítreo (substância gelatinosa do segmento posterior do olho). Lucentis® é administrado em intervalos regulares, a cada quatro semanas, durante um período de tempo necessário para atingir o objetivo do tratamento. Pode haver necessidade de novos tratamentos, conforme a evolução da doença.

 
lucentis

lucentis®

Lucentis© e logomarca são propriedade de Genentech, Inc.